Renda-se a RENDA



Inicialmente a renda era limitada ao figurino utilizado na corte e entre os membros do clero, normalmente em tecidos de fio de prata, de ouro ou de seda. Nos séculos XVII e XVIII ela já se estendia aos detalhes de acessórios criados para enfeitar os cabelos, a babados, aventais e adornos de vestidos.No princípio do século XIX a renda já era algo usualmente presente em vestidos, casacos, luvas, enfeites de guarda-sóis, entre outras peças do vestuário. Como hoje, em pleno século XXI, quando ela é encontrada nos pormenores do figurino feminino. A diferença é que hoje, ela pode ser encontrar em qualquer look. 


A estilista MARTA MEDEIROS, faz da renda uma arte maravilhosa, deixando o mundo totalmente voltado para o lançamentos de suas coleções, criando expectativas estação à estação.

A paixão pela arte e pelo artesanal ela herdou da avó, que é o diferencial de seu trabalho é tido por resgatar o luxo das tramas feitas à mão. Para cada peça são horas de trabalho manual, fio a fio, unidos a técnica de modelagem e estilos adquiridos com sua formação em moda. Aproximadamente 250 mulheres organizadas em cooperativas de rendeiras, em pequenas cidades, às margens do Rio são Francisco, em Alagoas, estão envolvidas no processo de confecção de rendas como a Renascença, a mais tradicional de todas, além de outras técnicas como: filé, richilieu, bilro e a delicadíssima renda Boa Noite, hoje confeccionada apenas na Ilha do Ferro, no meio do São Francisco, a 320 km de Maceió.




Alguns dos seus modelos usados por famosos e capa das maiores e melhores revistas nacionais e internacionais fazem a cabeça das simples mortais, como nós. Vejam alguns modelos.

















As peças elaboradas pela MARTA levam de quatro a sete meses para ficarem prontas, levando em conta que todas elas são feitas à mão com modelos totalmente exclusivos. As peças mesclam o artesanato, renda, técnicas de alta costura e bordados manuais com pedrarias tornando seu trabalho único no  mundo.

Aproveitem a moda e deliciem-se na renda, meninas. 

Beijos nas maçãs e até mais!




Fonte:http://marthamedeiros.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela sua visita. Volte logo!